12 sinais de que é hora de considerar ajuda para seu ente querido

Você se viu de repente confrontado com a decisão de ter que escolher uma instituição de cuidados de longo prazo para a mãe ou o pai? Com tantas opções e tão pouco tempo, como decidir o que é melhor para sua situação atual? Você sabe que quer um lugar seguro e que ofereça atividades estimulantes para seu ente querido. Você quer um lugar onde você possa se sentir confiante de que suas necessidades são atendidas. Também deve ser um local que emprega pessoal competente, certificado e confiável. E acima de tudo, você quer que seja um lugar onde seu ente querido se sinta em casa. Com tantos pensamentos passando pela sua cabeça e tão pouco tempo para focar seus esforços, você pode estar se perguntando: Estou realmente pronto para tomar uma decisão tão complexa? Este é o momento certo para considerar cuidados pessoais? Meu ente querido ainda precisa de cuidados pessoais? É importante entender que nenhuma situação é igual. É por isso que fornecemos os 12 sinais a seguir para ajudar a determinar se os cuidados pessoais são a escolha certa para você.



1. Acidentes recentes ou ameaças/risco de quedas - tempo para considerar cuidados pessoais

Seu ente querido esteve envolvido em uma queda, um susto médico ou até mesmo um acidente onde você não conseguiu chegar a tempo? Mesmo que os acidentes aconteçam, os idosos correm o risco de incidentes repetidos. Quedas e lesões repetidas são ocorrência comum em idosos e podem levar à readmissão hospitalar.

2. Recuperação estagnada

Quão rápido seu ente querido é capaz de se recuperar de uma queda ou susto médico? Ele ou ela procurou atendimento médico por conta própria, ou você teve que dar aquele empurrãozinho pra fazer ele(a) ir até o consultório do médico? 3. Agravamento das condições de saúde

Problemas crônicos, como bronquite, insuficiência cardíaca e perda de memória, pioram à medida que seu ente querido envelhece. Isso significa que eles frequentemente precisarão de sua ajuda para manter seu padrão de vida. 4. Necessita de ajuda nas atividades diárias

Seu ente querido precisa de ajuda para gerenciar as atividades diárias? Vestir-se, cozinhar, administrar medicamentos, fazer compras e fazer outras tarefas são habilidades necessárias para viver um estilo de vida independente. Se o seu ente querido não conseguir realizar esse tipo de atividade por conta própria, você deve começar a considerar opções de cuidados pessoais.


5. Perda de peso



Ao abraçar seu ente querido, ele se sente mais magro? As roupas ficam mais folgadas? Seu ente querido precisa adicionar buracos extras na fivela do cinto? A perda de peso pode ser causada por uma série de condições. Depressão, câncer, perda de apetite, distúrbios psiquiátricos, medicamentos e distúrbios endócrinos – como diabetes ou hipertireoidismo – podem ser causas de perda de peso repentina. Enfrentar esses problemas geralmente requer cuidados e atenção 24 horas por dia.


6. Mudança nas relações sociais


Seu ente querido ainda se reúne com os amigos para passeios e almoços? Se o seu ente querido já foi ativo em seus círculos sociais e, de repente, ficou desconectado ou desinteressado em se envolver com amigos e familiares, pode haver algumas condições subjacentes que causam essa mudança repentina. A falta de conexões sociais e o isolamento podem estar associados à depressão ou problemas cardíacos em idosos. Seu ente querido, uma vez ativo, pode estar sofrendo com a perda de um companheiro ou amigo próximo se afastando. Se deixado sozinho, a depressão pode piorar.


7. Desordem excessiva ou uma casa descuidada


Como é o ambiente de vida na casa do seu ente querido? Você está encontrando muitas correspondências, contas e jornais espalhados pela casa? Desordem excessiva pode ser um sinal de que seu ente querido está encontrando dificuldades para administrar a vida diária, como pagar contas, organizar bens pessoais e tarefas domésticas.


8. Condução perigosa no trânsito


A visão e a capacidade de medir a distância diminuem em adultos mais velhos. Se você está começando a notar amassados ​​e arranhões no carro do seu ente querido, pode ser resultado de uma direção imprudente. Isso pode ser devido a medicamentos prescritos, deficiência visual, perda de habilidades motoras, declínio cognitivo ou fadiga. Se isso estiver acontecendo, seu ente querido precisará de assistência para ir e vir de consultas médicas e fazer recados.


9. Comida velha, vencida ou em excesso na casa


Da próxima vez que você for visitar seu ente querido, fique atento a alimentos velhos ou vencidos. O esquecimento pode ser um sinal de perda de memória e falha na função cognitiva. Comprar comida e passar despercebida é comum em idosos. Verifique as datas de validade nas caixas, pão e caixas de leite. Esses itens expiraram? Existem alimentos excessívos?


10. Plantas abandonadas e animais domésticos descuidados


Morrer ou escurecer as plantas pode ser um sinal de negligência crônica, especialmente se seu ente querido já foi um amante de plantas. Animais de estimação que não parecem ser bem cuidados ou cuidados podem significar que seu ente querido está lutando com atividades diárias de manutenção e tarefas de manutenção.


11. O estado emocional de seu ente querido


Seu ente querido tornou-se progressivamente mais confuso, irritado ou perturbado? O estado emocional de uma pessoa pode afetar sua segurança. Se o seu ente querido está morando sozinho e aparentemente mais deprimido, descuidado, ansioso, solitário e lidando com grandes complicações de saúde, pode valer a pena explorar uma transferência para uma casa de repouso.


12. Como você está gerenciando a situação?


Como cuidador, você está achando difícil conciliar suas responsabilidades de cuidar com outras obrigações familiares e de trabalho? Exaustão e fadiga podem levar a mau julgamento e mudanças de humor. A coisa mais importante que você pode fazer, como cuidador de um idoso, é primeiro cuidar de si mesmo. Confira nosso eBook aqui com dicas de como cuidar da sua saúde como cuidador.



Manter alguém em sua casa exige muito esforço e tempo. Não só desgasta você, mas também pode afetar sua casa, trabalho e vida pessoal. Se você está tendo dificuldade em gerenciar suas responsabilidades de cuidar, talvez seja hora de procurar ajuda.


Esperamos que os 12 sinais acima tenham ajudado você a decidir se o cuidado pessoal a longo prazo é ou não uma opção que vale a pena analisar. Existem muitas opções para cuidados pessoais, mas lembre-se de que o planejamento antecipado compensa. Não espere até que uma lesão ou doença force sua mão. A tomada de decisão precipitada pode levar a escolhas ruins e caras.


 

59 views0 comments
Nosso Lar transp.png